-

Os vereadores Audison Lima, Jonas Canarinho e Irani estiveram na tarde desta Quinta Feira fazendo uma visita e fiscalizando algumas dificuldades que a escola Mun. Maria Luiza do Nascimento Silva esta enfrentando.

A Escola hoje atende uma demanda de cerca de 500 alunos no período matutino e vespertino, a escola conta com 2 ar-condicionado em cada sala, porem não funcionam desde que foram instalados devido o sistema elétrico não atender a capacidade que os aparelhos consomen.

Pais procuraram os Vereadores para fazer a reclamação e pedir aos vereadores que olhem e peçam providencias aos órgãos competentes.

Ao chegar na escola viram que não é somente os ar-condicionado que necessitam de cuidados, os banheiros também estão precários, as portas então se desmanchando com a ferrugem e podendo uma criança se machucar e causar uma grave tragédia.

A adequação do nível de espaço da escola também não é o favorável para que as crianças usufruam, o desnível do território oferecem perigos.

Segundo a Diretora- Sandra da Escola Maria Luiza disse que o problema das portas do banheiro já foram resolvido, e quanto a parte elétrica da escola, por diversas vezes ela procurou a Rede CEMAT para resolver o problema porem sem sucesso.

“Nós fomos convidados por pais de alunos para averiguar essa situação dos ares-condicionados aqui na escola, porem vimos que não é só isso que a escola esta precisando. Vimos o grande numero de criança em sala e as dificuldades que professores enfrentam por esse motivo. Vamos estar buscando ajudar esses alunos junto aos órgãos competentes e ver se conseguimos colocar pelo menos mais umas 4 salas de aula aqui.” Relata o Ver. Audison Lima

“Um dos maiores problemas que nos estamos enfrentando, é o inchaço das salas de aulas, então temos que aumentar a quantidade de sala de aula aqui no colégio. O segundo problema que estamos enfrentando é o calor excessivo nas salas de aula onde foi implantado o ares-condicionados e até o momento a Rede CEMAT não autorizou a ligação e ampliação da rede para atender a demanda da escola.

E outros problemas emergenciais que vimos aqui, por exemplo as condições dos banheiros, uma reforma na escola e assim sucessivamente. Esses assuntos são prioritários, estamos trabalhando com crianças e crianças e educação são prioridades.” Finalizou Ver. Jonas.


Fonte: Revista Super - Da Redação Dino Costa